Libertadores da América Noticias do Grêmio

Quando custou cada titular do finalista Grêmio na Libertadores

Grêmio contraria clubes que gastaram milhões e chega na final da Libertadores com um time “Barato”

Marcelo Grohe, 30 anos

Formado nas categorias de base do clube, está no elenco principal desde 2005. Virou titular em 2013, foi para o banco no ano seguinte e retornou à equipe depois para não sair mais. Grêmio renovou até 2020 e paga luvas, mas não precisou comprar direitos econômicos: custo zero

Edilson, 30 anos

Contratado na metade do ano passado, veio do Corinthians e custou cerca de R$ 1 milhão. O Monte Azul-SP ficou com 70% do valor. O Grêmio tem 100% dos direitos econômicos.

Geromel, 31 anos

Assinou com o Grêmio depois de expirar o contrato com o Colônia-ALE. Antes, havia chegado por empréstimo de dois anos com luvas de R$ 2 milhões diluídas no salário. Recebeu expressivo aumento em junho e se tornou o mais bem pago do elenco.

Kannemann, 26 anos

Chegou ao Grêmio proveniente do Atlas-MEX, em julho do ano passado, em negócio que custou cerca de R$ 2,5 milhões. Clube gaúcho detém 90% dos direitos econômicos.

Bruno Cortez, 30 anos

Assinou com o Grêmio depois de rescindir com o São Paulo e quase fechar com o Náutico. Chegou sem custos e Tricolor detém 100% dos direitos econômicos.

Michel, 27 anos

Volante estava no Atlético-GO, mas chegou por empréstimo do Novorizontino-SP ao preço de R$ 300 mil. Grêmio já acertou compra dos direitos pelo preço de R$ 1,2 milhão a serem pagos a partir de janeiro.

Arthur, 21 anos

Chegou ao Grêmio em 2011, oriundo do Goiás, e sem custos. Neste ano, Tricolor adquiriu mais 10% dos direitos econômicos de um dos formadores do jogador. Em outubro, ele renovou até 2021 e recebeu aumento de quatro vezes o salário. Clube gaúcho detém 60% do volante.

Ramiro, 24 anos

Chegou em 2013, junto com outros quatro jogadores, proveniente do Juventude. O Grêmio pagou, pelo pacote de jovens, cerca de R$ 700 mil. Na divisão, cada atleta custou cerca de R$ 140 mil, portanto. O Tricolor detém apenas 10% dos direitos do camisa 17.

Luan, 24 anos

Captado pela base em 2013, após boa Copa São Paulo, custou cerca de R$ 150 mil. No início de novembro, renovou até 2020 com grande aumento salarial. Tricolor detém 60% dos direitos.

Fernandinho, 31 anos

Contratado em 2014 do Al-Jazira, dos Emirados Árabes, por cerca de R$ 6 milhões. Tem contrato até dezembro e Grêmio possui 70% dos direitos.

Lucas Barrios, 33 anos

Chegou no início da temporada depois de rescindir com o Palmeiras e aceitou redução salarial para atuar com frequência. Não houve ressarcimento ao time paulista, mas o contrato vai até o fim da temporada.

 Quem chegou e custou

Leonardo: contratado do Boa Esporte por cerca de R$ 350 mi</p>

Gastón Fernández: contratado do&nbsp;Universidad de Chile por R$ 1,5 milhão (está emprestado ao Estudiantes-ARG)

Beto da Silva: contratado junto ao PSV, da Holanda, por R$ 1,3 milhão

Fonte : Uol esportes

Deixe Teu Comentário

comentários